Por uma ética pastoral solidária

  • SumoMe

Por uma ética pastoral solidária
Helerson Alves Nogueira

Publicado em 02.10.2012

Ética vem do vocábulo grego êthos que, originalmente, significou toca ou esconderijo de um animal e também a moradia humana. Então passou a designar o modo como o homem vivia em seus “esconderijos”, os hábitos e costumes dentro do lar e da família. No grego posterior, ganha o significado de “comportamento – padrão pessoal” ou até mesmo “caráter pessoal”, e, assim, em Aristóteles, forneceu a base para o termo ética.[1]

Hýbris é excesso, desmedida, transgressão. Também Significa impetuosidade, violência, orgulho, arrogância. No dicionário Liddell e Scott,[2] a primeira definição de hýbris é “violência temerária que resulta do orgulho pela força ou pelo poder que se possui”. Outra fonte da hýbris é a paixão. Em alguns contextos, pode ser traduzida por luxúria e lascívia.

Todos nós idealizamos e perseguimos um ideal de humanidade a ser seguido e colocado em prática. Na verdade, desde que o primeiro Adão vacilou em permanecer na “Palavra”, literalmente o caos se instalou no âmago do homem e da mulher. De lá para cá, corremos e nos debatemos com muitas instâncias e estâncias de reconforto e suspiro por uma nova humanidade nos outros e em nós mesmos (Rom. 7).

Por meio do calvário, nosso Mestre Jesus, nos colocou de vez na senda desta tão sonhada (e possível!) vivência do “novo ser”. O sentido de ser do ser-humano passa, agora, irremediavelmente pela cruz. Não podemos fugir, Paulo já dizia: “Pregamos a Cristo e este crucificado”.

Por outro lado, em nossa jornada corremos o risco de nos acomodar em instâncias e estâncias efêmeras de pseudo-identidades que ofuscam e escondem nossa maturidade na mira da plena estatura de varão perfeito Nele! Só Nele! (Ef. 4).

Como servos e servas carecemos de exercer nossos dons e ministérios sem cair na cilada da hybris clerical que, por vezes, nos seduz pela via da divinização eclesial e dos holofotes do povo! Precisamos firmar nossos passos na busca de uma ética pastoral que promova em nós, seres caminhantes, o abandono da “carreira solo” do “andar sozinho” e, enfim, possamos todos, servos e servas, ser solidários na humanização da ética compartilhada pelos outros seres em busca de sentido do ser em Cristo (o Novo Ser Pleno).

Recordo que em uma viagem pelo Sinai, um irmão querido, com muita boa vontade e empolgação, resolveu (em questão de segundos, minutos apenas) andar distante do companheiro (andávamos sempre em duplas e trios). Foi o suficiente para se confundir nas inúmeras curvas e atalhos que levam ao terrível deserto do Sinai. Graças a Deus o beduíno que nos acompanhava estava de olho em tudo (inclusive nele que andava a sós). De repente, já no amanhecer, o sol a pino, aparece o pastor das montanhas gritando: “hei, hei, hei!) e como não bastasse gritar, sai correndo atrás do extraviado para trazê-lo de volta ao caminho.

Creio que a ética passa por aí, pelas vias do pastoreio mútuo, dos gritos para estarmos juntos no Caminho e não por gritaria que empolga (mas às vezes desvia e separa). O Bom Pastor, o Novo Ser que nos conduz a comunidade do Caminho, rumo a Nova Jerusalém, é e sempre será o paradigma de uma ética solidária e construtiva onde todos podem ser incluídos no amor da partilha e da comunhão.

Que não sejamos seduzidos pelos ares clericais do endeusamento, dos holofotes, dos aplausos. Caso contrário, cair do “panteão clerical” pode ser muito mais que uma tragédia grega! Pode ser um inferno!

[1] Ver Eric Havelock, Prefácio a Platão, pg. 81 e segs.
[2] H. G. Liddell and R. Scott, Greek- English Lexicon, p.1841.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

Quer Aprender a pregar como Jesus Pregava?  

pastorsilvano

Bacharel em Teologia, pós-graduando em Docência do Ensino Superior. Membro da Comissão de Ética da Convenção das Igrejas o Brasil Para Cristo -MG. Fundador e Coordenador do Seminário Setevit ( Seminário Teológico). Editor do Escola para Pregadores. Pastor Atuante em Santa Cruz de Minas e Tiradentes - MG

Website: http://www.escolaparapregadores.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *