O NORMAL DE DEUS NA VIDA DO CRENTE – Escola para Pregadores

  • SumoMe

jó

O NORMAL DE DEUS NA VIDA DO CRENTE 

Sermão do Pastor Walter Pacheco – Postado por Pastor Silvano da Silva Reis.

Jó 1.6-11

Introdução
A palavra que vou ministrar nesta manhã tem por tema a seguinte declaração: “O Normal de Deus na Vida do Crente”.
O que deve ser normal, da parte de Deus, na vida do crente?

Jó é um personagem bíblico que ficou conhecido pelo seu sofrimento. Jó também é muito lembrado por sua paciência. É até comum ouvirmos expressões como: “É preciso ter paciência de Jó!” ou “Haja paciência de Jó para aturar você!” Tem muito marido de folga em casa, ouvindo isso da mulher… ou filhos bagunceiros, ouvindo isso da mãe arrumando a casa…

É que por 40 capítulos só se lê sobre a condição difícil da vida de Jó e, assim, ficamos pensando que a vida dele se resumiu nisso: em sofrer com paciência.
Entretanto, o sofrimento foi apenas uma prova na vida de Jó, que durou alguns meses e acabou.

Mas o normal, tanto antes quanto depois da prova, foi de muita benção e felicidade.

O próprio Satanás, que estava “dando uma volta pela terra, passeando por aqui e por ali” (v7), sabia que o sofrimento não era o normal de Deus na vida de Jó, pelo que respondeu assim, v.10: “Tu não deixas que nenhum mal aconteça a ele, à sua família e a tudo o que ele tem. Abençoas tudo o que Jó faz, e no país inteiro ele é o homem que tem mais cabeças de gado”.

Então, essa condição no v.10, a que o diabo se refere, era o normal de Deus na vida de Jó e deve ser o normal em nossas vidas também!

O que é que deve ser normal, da parte de Deus, em nossas vidas?

…primeiro:
SERMOS CERCADOS POR DEUS DE TODOS OS LADOS
Lemos isto na primeira parte do v.10 – uma versão da Bíblia diz: “Porventura, não o cercaste tu de bens a ele, e a sua casa, e a tudo quanto tem?” Deus cercava Jó de cuidados, de proteção!

Quem ler o livro de Jó e ficar, assim, impressionado com a calamidade que veio sobre ele, pode pensar que o servo de Deus, o filho de Deus, está sempre vulnerável e que o diabo pode atacar na hora que quer.

Tem crente que se sente assim… com medo até de pronunciar a palavra diabo, demônios e coisa e tal… porque concluiu que, porque é crente, porque é filho de Deus, ele está como um rato, um camundongo na frente de um gato, que no menor vacilo, pronto… o diabo ataca e ele é comido vivo.

Há caso de irmãos quem não entram em oração por ninguém, porque se vêem vulneráveis que só falam em retaliação: “Não, não posso orar não; não quero sofrer retaliação”.

Há crentes que não ajudam o irmão que sofre com uma crise no casamento, uma crise financeira, uma crise de saúde, uma crise com filhos envolvidos em drogas, porque dizem: “e a minha família, e a minha vida? Se eu me envolver, posso sofrer retaliação!”

Isso é ignorância. O pastor Silas Malafaia iria dizer: “é babaquice”!
É claro que o crente não deve vacilar, não deve andar de bobeira na cara do inimigo, porque vai sofrer, mas esse sofrimento não é o normal – normal mesmo é o fato de que Deus está cercando os seus filhos de cuidados em volta! Esse é o normal! Aleluia?

Irmão, o próprio diabo reconhece que Deus havia cercado Jó com um muro de proteção em volta… é por isso que, para atacar Jó, para fazer alguma maldade a ele e à casa dele, primeiro, o diabo precisou da permissão de Deus.

É a Bíblia que eu estou pregando e tá lá escrito em 1Jo 5.18: “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca”. Deus nos cerca de cuidados em volta. Aleluia!

…segunda coisa que é normal na vida do crente:
2) TERMOS A NOSSA FAMÍLIA ABENÇOADA POR DEUS
Confere aí a sequência do v.10: “Tu não deixas que nenhum mal aconteça a ele, à sua família…”.
Satanás também reconheceu que a “casa” de Jó estava debaixo dos cuidados de Deus. Ou seja, a família de Jó era abençoada.

O diabo reconheceu que, normalmente, Deus não deixava, que nenhum mal acontecesse à família de Jó.

Até mesmo, sabe por que?Jó constantemente orava por sua casa, ele orava por seus filhos! Leia o 5-6 e confira: “Quando terminava uma rodada de banquetes, Jó se levantava de madrugada e oferecia sacrifícios em favor de cada um dos seus filhos, para purificá-los. Jó sempre fazia isso porque pensava que um dos filhos poderia ter pecado, ofendendo a Deus em pensamento”.

Desse modo, a família de Jó, vivia em paz. Irmãos, isso deve ser o normal de Deus em nossas vidas também!
Orando, cada um de nós por sua família, faz com que, normalmente, ela seja abençoada por Deus.

A casa de Jó estava abençoada por Deus… cada membro da família se relacionava tão bem com o outro que, frequentemente, havia um banquete, uma festa e nenhum irmão deixava de convidar o outro. Não havia ciumeiras, provocações… os irmãos se respeitavam e viviam em paz.

Sabe, isso é o normal de Deus para a vida de nossas famílias! Amém?
Agora, faça oração por sua família. Tem irmãos orando pela casa dos outros e que nunca oraram pela sua própria casa.

Ore por seus filhos, ore por seu marido ou por sua esposa… por seu irmão, por seus pais!

E uma dica: se você é o chefe da família e é crente, a iniciativa deve ser sua! A esposa temente a Deus, espera isso do marido se ele é crente! Se na família só você é crente, então ore você…

Jó oferecia sacrifícios em favor dos filhos e o resultado é que, no normal, Deus abençoava a família dele. Ô glória!

…terceira coisa que é normal, da parte de Deus, na vida do crente:
3) VERMOS DEUS PROSPERAR OS NOSSOS BENS
O v.10 diz na sequência: “…e a tudo o que ele tem”.
Outra realidade que Satanás reconheceu era que “tudo quanto Jó tinha” estava em segurança. O diabo reconheceu que Deus abençoava o que Jó fazia e que os bens materiais dele só se multiplicavam.

Irmãos, isso nos ensina que a prosperidade faz parte do normal de Deus na vida dos Seus filhos!

Eu sei que prosperidade virou um palavrão para muitos crentes que são sérios na sua fé e no seu compromisso com Deus…
Porque a televisão cansa de mostrar pregadores dizendo ao povo que Jesus morreu na cruz pra cada um ter a sua BMW, virar empresário e ter casa na praia… isso é terrível!

No programa e no site daquele pastor com gel no cabelo, maquiagem no rosto e com griffe de roupas em seu nome e que é muito apreciado no meio pentecostal, tá lá: “O Milagre Vai Acontecer ! Um sacrifício de 7 reais (depositados na conta do ministério dele). 7 dias de oração. O milagre vai acontecer!” Vai acontecer na conta bancária de quem? Então, isso enerva, irrita e aí, muitos crentes bons e sérios, acabam desacreditando de Deus querer uma vida boa para Seus filhos.

Pois, fiquemos com o que a Bíblia revela: Deus não deixava que nenhum mal acontecesse a tudo o que Jó possuía. Ou seja, Deus guardava.
Isso é prosperidade: você estar cercado em volta pelos cuidados de Deus, ter a família vivendo em paz e poder conseguir bens… tudo na bênção de Deus.

O apóstolo João, na sua terceira carta, faz uma saudação que deixa bem claro o que é ser próspero. Ele diz: “Meu querido amigo, tenho pedido a Deus que você vá bem em tudo e que esteja com boa saúde, assim como está bem espiritualmente”.

Ir bem em tudo, estar com boa saúde, estar bem espiritualmente… isso é prosperidade e, isso, é o normal de Deus para a vida dos seus filhos. Creia nisso!

…outra coisa normal na vida do crente:
4) SERMOS OBSERVADOS POR DEUS E TÊ-LO TESTEMUNHANDO DE NÓS
Veja o v.8: “Aí o Senhor disse: – Você notou o meu servo Jó? No mundo inteiro não há ninguém tão bom e honesto como ele”.
Note que é Deus falando… é Deus dando testemunho de Jó – interessante é que nós somos orientados a testemunhar de Deus aos outros, mas quando é preciso, o próprio Deus testemunha de nós!

Mas esse testemunho tinha um motivo: Jó agradava a Deus, Jó honrava a Deus com o seu estilo de vida íntegro, honesto.

E isso, irmãos, deve ser normal na vida do crente: agradar a Deus vivendo uma vida reta e tê-Lo testemunhando de nós.

Se você é crente e não agrada a Deus, o que Deus terá para dizer de você? É aquela história: não será testemunho, mas um tristemunho.

Porém, se você é crente, o normal de Deus é que Ele observe você e dê um testemunho de você! Aleluia!

…por fim, também é normal na vida do crente:
5) TERMOS A BÊNÇÃO DE DEUS ATRAÍDA POR NOSSA FIDELIDADE
Veja que no v.8 está escrito: “Ele me teme e procura não fazer nada que seja errado”.
Deus começou chamando Jó de “meu servo”, isto é, aquele que faz o que Deus manda, aquele que procura fazer o que é certo.

Jó era fiel com Deus, tinha compromisso! Daí que, o normal de Deus na vida de Jó era a bênção.

A fidelidade do crente com Deus funciona como ímã: ela atrai a bênção de Deus.
Tem muito crente fazendo corrente de oração, subindo monte e descendo monte, pra ter a bênção de Deus, mas cansam na subida e na descida e nada alcançam… fazem jejum, mas o jejum não passa de dieta… sabe por que? …não tem compromisso com Deus, falta o ímã!

Jó foi fiel com Deus e sua fidelidade atraía a bênção de Deus sobre ele… e essa bênção, irmãos, mais uma vez, é o normal de Deus na vida do crente.

Conclusão
E é muita bênção mesmo!
O normal de Deus na vida do crente, primeiro…
É que ele seja cercado de cuidados em volta! Segundo…
Que a sua família toda seja abençoada! Terceiro…
Que ele tenha prosperidade! Quarto…
Que ele seja observado por Deus e testemunhado por Ele! E, quinto…
Que ele tenha a bênção de Deus atraída por sua fidelidade.

Experimente o normal de Deus na sua vida!

Ministração
Eu quero convidar você a fazer uma aliança com Deus, um compromisso de Jó!

Se hoje, o diabo desafiasse a Deus em relação à sua vida, Deus diria que você é servo dEle, íntegro, bom e honesto, que procura não fazer nada que seja errado?

Irmão, se Deus não puder falar isso de você, não haverá um muro que o proteja… não haverá bênção em sua casa, você não vai prosperar, não vai ter a bênção.

Assuma hoje uma nova postura diante do Senhor.

Pr Walter Pacheco da Silveira, 02.08.2009 – Fonte: http://www.sfnet.com.br/~walter.pacheco/walter296.htm

Talvez goste de Ler:

Conselhos para quem quer alcançar as promessas divinas

Sermão para funeral.

Abrindo os Olhos para Enxergar minha benção

Compartilhe na Rede.

Quer Aprender a pregar como Jesus Pregava?  

pastorsilvano

Bacharel em Teologia, pós-graduando em Docência do Ensino Superior. Membro da Comissão de Ética da Convenção das Igrejas o Brasil Para Cristo -MG. Fundador e Coordenador do Seminário Setevit ( Seminário Teológico). Editor do Escola para Pregadores. Pastor Atuante em Santa Cruz de Minas e Tiradentes - MG

Website: http://www.escolaparapregadores.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *