Licao 4 Romanos 1 – Escola Para Pregadores

  • SumoMe

Licao 4 de RomanosHoje apresento a lição de número 4 de Romanos.

Nessa lição comentaremos o esboço do capitulo 1 da Carta de Paulo aos Romanos.

Se você não assistiu as lições anteriores seria interessante que as assistisse primeiro antes desta.

Basta clicar nos links a seguir para assistir as lições anteriores.

  1. Lição de Introdução
  2. Lição 2 Romanos
  3. Lição 3 Romanos

Vamos então a lição de Hoje.

LIÇÃO 4

ROMANOS 1

O GENTIO PECA

Paulo começa agora a mostrar-nos o quão corrupto é o coração humano, o profeta Jeremias no capítulo 17:9 já diz:

Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto, quem o conhecerá?”

 Vejamos se é de fato…

 IV – Paulo apresenta o Problema: o Pecado – vs. 18-32

A ira de Deus se manifesta porque o homem:

  1. DETÉM a verdade pela injustiça      v.18
  2. DESPREZA os atributos de Deus   vs. 19-20
  3. DESLIGA-SE de Deus                     vs. 21-22
  4. DEIFICA a criatura                             vs. 23-25
  5. DELEITA-SE na imoralidade            vs. 26-27
  6. DEPRAVAÇÃO total                          vs. 28-32

Vamos agora detalhar um pouco mais para realmente entendermos o que Paulo quer dizer…

1. DETÉM a verdade pela injustiça – v.18

“Portanto, a ira de Deus é revelada dos céus contra toda impiedade e injustiça dos homens que suprimem a verdade pela injustiça”

A primeira coisa que o homem faz é sufocar a verdade gritante de Deus, é como se procurasse colocar uma tampa para que a verdade não aflore, não venha à tona.

Impiedade (asébeia)

É um pecado contra o ser de Deus.

É viver como se Deus não existisse, seria o ateu.

Injustiça (adikia)

Injustiça às vezes é traduzido por perversão – é o pecado praticado contra o ser humano.

Esta pessoa crê em Deus, pelo menos diz que crê, mas vive como se não estivesse nem aí, como se Ele não tivesse estabelecido nenhum padrão (vive com o seu próprio padrão, que muitas vezes é caracterizado por um relativismo completo). Vive como se a Bíblia não existisse.

Perguntas:

    1.  O que você entende por impiedade?
    2.  O cristão pode ser considerado ímpio?
    3.  O que é injustiça ou perversão?
    4.  A injustiça é praticada contra Deus ou contra o meu próximo?
    5.  O homem injusto não vive segundo os justos padrões divinos. Quais comportamentos demonstram sua falta de sintonia com Deus:
      • em seu relacionamento com Ele
      • em seu relacionamento com o próximo
      • em seu relacionamento consigo mesmo.
    6. Você tem vivido segundo os padrões divinos? Se a resposta for negativa, proponha-se a mudar isto em sua vida. Seja específico(a), dê nome a área que está errada!
    7.  De que forma você pode cultivar um relacionamento com Deus a ponto de conhecê-lo intimamente?

2. DESPREZA os atributos de Deus – vs. 19-20

“…pois o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou. Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis”

 a) “seu eterno poder”, que é visto através da criação.

Chegando ao meu escritório, uma pessoa perceberá imediatamente três coisas que irão dizer algo sobre a minha pessoa:

1. Que gosto de livros

2. Que gosto de minha família

3. Descobrirá qual é o meu time favorito.

Por que perceberá? Por ter lido a palma de minha mão? Por ter penetrado em minha mente? Por ter consultado as cartas?

Claro que não! Perceberá pelas evidências que saltam aos olhos:

      1. Pelo número de livros,
      2. Pelas fotos da família
      3. Pelos símbolos e bandeiras de meu time

Gosto muito do que escreveu Ronald C. Prater sobre este texto, ele diz que Deus deixou evidente: o “seu eterno poder”, isto é, a criação; e “sua natureza divina”, que é a nossa consciência, para que o homem pudesse claramente ver os atributos do próprio Deus usando os cinco sentidos que Ele nos deu.

Através da visão, audição, tato, paladar e olfato o homem pode perceber as quatro coisas básicas que formam a “matéria” deste universo, pelo menos como o conhecemos, que são: terra, vento, fogo e água.  Ronald diz:

“Pense nesses quatro elementos e no que nos dizem sobre Deus. Quando estão calmos e bem comportados, provavelmente não pensamos muito neles… mas, não foi isto que Paulo enfatizou no versículo 20. Ele escreveu sobre a capacidade desses elementos manifestarem o “eterno poder” de Deus e temos que considerá-los sob um ângulo mais extremo: pense em cada um individualmente. O que acontece, por exemplo, quando o vento decide flexionar os seus músculos? O que pode acontecer?”

Seguindo o raciocínio de Ronald, teremos furacões, terremotos, tempestades, vulcões, e num confronto com o homem quem sai ganhando? Ele chega a conclusão que: “se aplicarmos nossos cinco sentidos a fim de compreender os quatro 4 elementos fundamentais, eles devem nos levar à conclusão de que  Deus, um  Ser Supremo, deve ter criado tudo que existe e que este Criador é muito poderoso”

Você sabia que até hoje não foi encontrada nenhuma tribo que não tivesse em sua cultura ou idioma; uma palavra, conceito ou pictograma (imagem) que traduz o conceito Criador ou o Ser Supremo!?!!

Deus deixou muitos indicadores, muitas evidências de que Ele existe e que é poderoso! Salmo 19:1 diz: “Os céus declaram a gloria de Deus; o firmamento proclama a obra das suas mãos.”

Os recifes de Pernambuco, as Cataratas de Iguaçu, o caudaloso Amazonas e a beleza das Montanhas de Minas também dizem que há um Deus.

 Deus se manifestou por meio da criação, e a maneira pela qual vemos isto é pelos nossos cinco sentidos, mas Deus também se manifestou pela…

 b)“sua natureza divina”, que é vista através da consciência dada a nós.

É através de nossa consciência que podemos perceber a “natureza divina” no ser humano, que leva consigo a imagem de Deus. É ela que nos mostra que chutar uma mulher grávida, ou espancar uma criança, é errado. É esta fagulha de Deus em nós que nos leva a ter a percepção do “certo” e “errado”, portanto todo homem e mulher têm conhecimento de Deus.

Pense, por exemplo, nos computadores… eles dependem dos softwares (programas) para funcionar. Como eles, nós também nascemos com um software pré-instalado, um programa que permite que nos relacionemos com Deus!

Perguntas:

      1.  Quais são os atributos de Deus? Mencione alguns.
      2.  O que significa para você nas horas difíceis saber destes atributos?
      3.  Você entende que quando Deus nos dá uma ordem é porque Ele, sendo Onisciente, sabe que a obediência ou desobediência nos trará conseqüências?
      4.  Você dedica algum tempo da sua vida devocional para adorar e dar louvores a Deus, simplesmente pelo que Ele é?
      5.  Qual o atributo de Deus (que também é do homem) se revela em sua vida?
      6.  Por que os homens são indesculpáveis diante de Deus?

Até a próxima lição.

(Este estudo de Romanos foi Produzido pelo Pastor Ary Veloso).

Deixe seu comentário.

#Compartilhe com amigos.

Quer Aprender a pregar como Jesus Pregava?  

pastorsilvano

Bacharel em Teologia, pós-graduando em Docência do Ensino Superior. Membro da Comissão de Ética da Convenção das Igrejas o Brasil Para Cristo -MG. Fundador e Coordenador do Seminário Setevit ( Seminário Teológico). Editor do Escola para Pregadores. Pastor Atuante em Santa Cruz de Minas e Tiradentes - MG

Website: http://www.escolaparapregadores.com

1 Comentário

  1. janio luiz alves da silva

    estou maravilhado! este estudo das cartas do apostolo paulo aos romanos, é fundamental para as nossas vida.que DEUS EM CRISTO te abensoe pastor silvano! que sempre lhe dÊ sabedoria e muita unsão au falar em seu ministério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *