Foi Deus quem Criou o Mal?

Foi Deus quem Criou o Mal?
Por Pr. Silvano da Silva Reis.

Uma Coisa é certa! Todos os que querem debater sobre a existência do Mal proveniente de Deus, se apegam ao versículo de Isaias 45,7 e a outros como Lm 3.37-38 e Amos 3.6. Contudo é preciso muito mais do que três versículos para determinar ou afirmar sem variação de duvidas que Deus é o autor do Mal.

Correndo os olhos pelos textos pode parecer à primeira vista e por dedução que Deus criou o mal.
Mas não é isso. Vejamos dois exemplos de deduções erradas.

Premissa 1- Deus Criou todas as coisas
Premissa 2- O mal foi criado
Resultado. Deus criou o mal.
Se Deus criou todas as coisas, também criou o mal. A dedução esta incorreta.

Premissa 1- Jesus é Deus
Premissa 2- Maria é a Mãe de Jesus
Resultado. Maria é a Mãe de Deus.
Se Jesus é Deus e Maria é a Mãe de Jesus então Maria é a Mãe de Deus. Dedução errada. Maria não é a Mãe de Deus.

O que precisamos entender é que o mal não tem uma existência própria, mas na verdade, é a ausência do bem. Em Hamartiologia, (Estudo do Pecado) se estuda que Deus fez todas as coisas boas. Dentre elas o Livre Arbítrio.

Uma das boas coisas criadas por Deus foram criaturas que tinham a liberdade em escolher o bem. Para que tivessem uma real escolha, Deus deveria permitir a existência de algo além do bem para escolher. Então Deus permitiu que esses anjos livres e humanos escolhessem o bem ou o não-bem.

Nas palavras do escritor Greg Bahsen. “Deus é bom, e criou criaturas boas com uma qualidade denominada livre arbítrio. Infelizmente, as criaturas de Deus usaram este poder, que é bom, para trazer o mal ao Universo. E como fizeram isso? Ao se rebelarem contra o Criador. Então, o mal surgiu do bem, não direta, mas indiretamente, pelo mau uso do poder bom chamado liberdade. Desta forma, Deus é responsável por tornar o mal possível, mas as criaturas livres são responsáveis por torná-lo real”.

A arvore do conhecimento do Bem e do Mal era dessa forma o instrumento usado por Deus para demonstrar ao homem que ele possuía alguma liberdade. A liberdade de desobedecer. Na realidade as Arvores, tanto do Conhecimento do Bem e do mal quanto a dá Vida eram Símbolos exteriores de algo que estava no interior do Homem.

Ao analisar isoladamente o versículo de Isaias realmente parece que Deus cria o mal, e podemos até certo ponto afirmar que criou. Mas não o mal no sentido de pecado, de desobediência. Nessa passagem de Isaias Mal tem o sentido de infortúnio, desventura ou dano. Deus havia permitido que eles fossem para o cativeiro para sentir a dor e voltar-se para Ele. C.S. Lewis declarou que “a dor é o megafone de Deus para advertir o mundo moralmente surdo”. È importante reafirmar que parte do mal é produto do bem e que Deus é capaz de extrair coisas boas do mal. Por isso muito dos males que acometem a humanidade é permissão de Deus.

Em Tiago 1.12 temos que “Ninguém ao ser tentado diga: sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta”. Tentar é levar alguém a fazer algo errado. E Deus Jamais levaria o homem a cometer o mal. O que Deus fez no Jardim do Édem foi provar o homem, pois a provação é a oportunidade que Ele dá ao homem de fazer a coisa certa.

Então podemos concluir dizendo que a palavra “mal” em Isaías 45:7 vem de uma palavra original que pode ter vários sentidos. Neste contexto e em outros onde Deus faz ou traz o mal, a palavra significa “calamidade” ou “punição”. É o oposto de paz.
Deus criou o mal? Sim, no sentido que um Deus justo e santo se afasta do pecador e o castiga por sua iniqüidade. Entretanto Deus jamais criou o pecado, e não tenta ninguém.

Deixe seu comentário.

Quer Aprender a pregar como Jesus Pregava?  

pastorsilvano

Bacharel em Teologia, pós-graduando em Docência do Ensino Superior. Membro da Comissão de Ética da Convenção das Igrejas o Brasil Para Cristo -MG. Fundador e Coordenador do Seminário Setevit ( Seminário Teológico). Editor do Escola para Pregadores. Pastor Atuante em Santa Cruz de Minas e Tiradentes - MG

Website: http://www.escolaparapregadores.com

7 Comentários

  1. FRANCISCO ZEFERINO MACHADO DE SOUZA

    CONCORDO COM O COMENTÁRIO.VOU SER BEM OBJETIVO:TODO PECADO TEM O MAL,MAS NEM TODO MAL TEM O PECADO.A PAZ DE CRISTO. FRANCISCO DE SOUZA.

  2. Nilsonramos de jesus serpa

    DEUS jamais poderia ter criado no sentido de maldade se assim fosse não teriamos culpa de ser pecador

  3. Remba

    Ora. Se o mal existe é porque foi criado.

    Ou algo po de surgir do nada? Creio que não. Se concordamos com esta aformação estamos aceitando que existe outras forças cosmicas além de DEUS, ou seja, DEUS não tem o monopolio da criação. Há concorrentes.

    Fora isto,é DEUS o criador do mal.

    MAs nada disto importa. O qu está acima dista, num plano maior é: Quem criou DEUS. Digo: O homem.

    O certo é que não sabemos de quase nada, e tal qual os gregos, explicamos o desconhecido com os MITOS.

    Não é a toa que apesar de toda a exstencia da humanidade, ainda não se chegou a um concenso. Temos milhares de religião. DEUS é apenas um ilustre desconhecido, tal qual seu inimigo cosmico o DIABO. JAmais fotografado, jamais visto, vive apenas na imaginação das mentes menos esclarescidas.

    Penso que: Se DEUS é bom, ele me perdoará de qualquer besteiraque eu venha afezer, pois ele na sua infinita sabedoria vai ser humilde em reconhecer que houve um erro do projetista.

  4. admin

    Oi Remba. Obrigado por comentar.

    A questão não é se o mal foi criado ou não.

    A questão levantada é por quem foi criado. O texto demonstra que não foi Deus o criador do Mal.

    Você parece não acreditar em Deus. Se você não acredita nele, então é obvio que também crê que não foi Ele o criador do Mal. Então te pergunto: quem foi o criador do mal?

  5. robert

    antes quero esclarecer que não sou ateu e minha intensão não é polemizar!
    No seu texto destaco dois trechos:”O que precisamos entender é que o mal não tem uma existência própria, mas na verdade, é a ausência do bem” e “Deus é capaz de extrair coisas boas do mal”,então como se estrai coisas boas de uma coisa q se denomina a ausência do bem?

  6. Sallos

    A resposta é clara e direta. Isaias 45:7 “7 Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas.” Chega de se querer interpretar a Divindade e querer imaginar suas razões, fazendo elocubrações e tentando desviar ou interpretar a afirmação direta e clara. Não dá para ser mais claro e objetivo:”7 Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas.” Tudo provêm Dele. Tudo.

  7. E so bençao.

    Amo quando confronto alguém e consigo tirar as minhas duvidas.
    esse texto me deixou um pouco louco e enfurecido , mas pela graça do senhor através desses textos lido livre da duvida .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *