Acabei de assumir uma igreja que está morrendo… e agora?

  • SumoMe

Muito dos erros que um pastor comete em uma igreja em dificuldades e precisando de revitalização acontecem devido a sua falta de conhecimento sobre o que fazer. A falta de uma reflexão clara sobre esse assunto faz com que o pastor dê ouvidos a todo tipo de orientação e reaja bruscamente ao que vê e ouve em sua igreja. Alguns dizem para mudar tudo imediatamente. Outros insistem que o pastor busque vida fora da igreja. Se um pastor não tem uma visão definida sobre o que fazer e uma ideia ainda mais clara do que não fazer, ele vai reagir e tomar decisões precipitadas baseadas na bagunça que ele encontrar.

Um pastor precisa ser treinado para não reagir tão precipitadamente em relação aos problemas e às bagunças que ele encontrar, mas ter um plano claro de como seu tempo deverá ser gasto durante os primeiros anos independente dos problemas que herdar. A melhor abordagem de um pastor quando chega a uma congregação disfuncional e morrendo é simplesmente ser um pastor para aquelas pessoas. É por essa razão que pastores precisam ser treinados nos aspectos práticos da teologia pastoral a fim de serem equipados para o trabalho do ministério.

Uma definição simples de teologia pastoral é a aplicação da teologia bíblica de forma pastoral com o propósito de cuidar do povo de Deus.

Ou seja, a teologia pastoral informa um pastor sobre as tarefas do dia-a-dia com o objetivo de servir ao povo de Deus. Essas tarefas incluem coisas como pregar, orar, visitar o doente, cuidar das viúvas, discipular, formar líderes, encorajar o fraco, celebrar casamentos e funerais, para destacar algumas.

A chave para aplicar a teologia pastoral na revitalização da igreja está centrada nestes dois princípios: as tarefas bíblicas do pastor para cuidar do rebanho. A ausência de teologia pastoral bíblica frequentemente resulta em pragmatismo. A ausência de um desejo intencional, sábio e criativo de ministrar ao povo de Deus e ir até o ponto onde estão pode criar o purismo. (Para ler mais acerca de pragmatismo e purismo, clique aqui).

Um pastor não deveria colocar sobre si a expectativa esmagadora de transformar a igreja em dezoito meses, mas deveria chegar com uma visão clara de qual é o seu chamado como pastor e fazer isso com todas as suas forças. Primeiro, e acima de tudo, prepare-se apenas para ser paciente e pastorear as almas das pessoas que estarão lá quando você chegar. Isso permite a um pastor fazer o que ele pode fazer e concede tempo para que Deus faça o que somente ele pode fazer.

 Por: Brian Croft. © 2016 Practical Shepherding Original: I just arrived to pastor a dying church…now what?

Tradução: Fabio Luciano Revisão: Yago Martins. © 2016 Ministério Fiel. Todos os direitos reservados. Website: MinisterioFiel.com.br. Original: Acabei de assumir uma igreja morrendo… e agora?  (Publicado com Permissão)

Quer Aprender a pregar como Jesus Pregava?  

pastorsilvano

Bacharel em Teologia, pós-graduando em Docência do Ensino Superior. Membro da Comissão de Ética da Convenção das Igrejas o Brasil Para Cristo -MG. Fundador e Coordenador do Seminário Setevit ( Seminário Teológico). Editor do Escola para Pregadores. Pastor Atuante em Santa Cruz de Minas e Tiradentes - MG

Website: http://www.escolaparapregadores.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *