3 perigos espirituais de se estar super ocupado

  • SumoMe

3 perigos espirituais de se estar super ocupado

Texto Base: Ageu 1.6.

super-ocupadaUm trabalho nos desgasta tanto fisicamente quanto Mentalmente.

Os efeitos negativos sobre o corpo poderão ser gigantescos.

Quando estamos ocupados como loucos, colocamos em risco nossa alma.

O desafio é impedir que as nossas vidas espirituais desvaneçam.

De acordo com Kevin De Young  autor do livro “Super Ocupado” Editora Fiel, existem três perigos para quem sempre anda Super-ocupado.

1- O primeiro perigo é que estar ocupado demais pode estragar nossa alegria.

a) Como cristãos, nossas vidas deviam ser caracterizadas pela alegria, 4.4, com sabor de alegria (Gálatas 5.22) e cheias da plenitude da alegria (João 15.11).

Ocupação em demasia acaba com a alegria de qualquer hum. Quando nossa vida está frenética e desvairada, somos mais propensos à ansiedade, ressentimentos, impaciência e irritabilidade.

A ocupação desenfreada é como o pecado: mate-o ou ele vai matar você.

Todos nós caímos numa armadilha previsível. Envolver com muitos projetos

Depois ficamos arrasados com o desgaste e perdemos esperança de encontrar novamente a paz e juramos que temos de mudar as coisas.

Não percebemos que o tempo todo temos sido uns desgraçados sem alegria,

Observe o rosto das pessoas Super ocupadas… São sonolentas, irritadas e infelizes. Correm tanto atrás da “felicidade” e perdem a alegria.

2 – O segundo perigo é que essa ocupação desenfreada pode roubar o coração.

O semeador jogou a semente com liberalidade. Algumas sementes caíram à beira do caminho e as aves devoraram tudo. Algumas caíram em chão rochoso e brotaram rapidamente, mas murcharam com o calor do primeiro sol ardente. Algumas sementes caíram entre os espinhos que sufocaram sua frágil vida.

Nesta parábola de Jesus, há uma clara progressão (Marcos 4.1–20).

Em alguns corações, a Palavra de Deus nada faz. Satanás a tira, logo que acabou de ser plantada.

Em outros corações, de início a Palavra cresce, mas desvanece tão depressa quanto cresceu. As perseguições e provações colocam o possível cristão fora de ação.

Mas na terceira categoria de falta de sucesso no plantio, a Palavra penetra mais fundo. A planta brota, chega quase ao ponto de produzir fruto. Parece que a terra é boa. Vida nova aparentemente está formando raízes. Tudo está a caminho para uma boa colheita. Até que surgem os espinhos.

João Calvino disse que o coração humano é “uma espessa floresta de espinhos”.

Jesus dá nome específico a dois desses espinhos .

a) O primeiro ele chama de “os cuidados deste mundo” (Marcos 4.19). Você sabe por que retiros, viagens missionárias, acampamentos e conferências cristãs quase sempre fazem bem para nosso crescimento espiritual?

Porque para participar deles, temos de liberar nossa agenda. Você sai e tem que deixar de lado sua insanidade normal para um final de semana e encontra espaço para pensar, orar e adorar a Deus.

São as preocupações da vida que fazem nossa fé se enfraquecer .

Você tem de consertar o carro. A criançada precisa muita atenção. Você ainda não conseguiu pagar o aluguel. Sua conta no banco está sem saldo. Você prometeu  que ia fazer isso e aquilo … O tanque do carro está vazio. O marido não coloca as cortinas da casa. A lavadora de roupa está sacudindo e fazendo um barulho assustador.

Esta é a vida para a maioria de nós, e está sufocando nossa vida espiritual.

b) Um segundo espinho está relacionado ao primeiro. Jesus diz que a obra da Palavra é engolida pelo desejo por outras coisas.

A primeira preocupação é comprar o que desejamos. (comprar, casa, carros, etc)

O perigo verdadeiro vem depois que você gastou seu dinheiro. Uma vez que você seja o proprietário, tem de fazer a manutenção, mantê-lo trabalhando e ficar atento para as últimas melhorias.

Se as preocupações na vida não nos afundam, a manutenção consegue fazer isso!

Por mais que oremos contra o diabo e oremos pela igreja perseguida, no pensamento de Jesus a maior ameaça ao evangelho é simplesmente a exaustão.

A situação de estar ocupado demais mata mais cristãos do que balas.

Quanto tempo desperdiçamos com as preocupações e com os afazeres?  Precisamos guardar e vigiar o coração.

A semente da Palavra de Deus não cresce para frutificação sem ser podada por repouso, calma e quietude. Precisamos de descanso

3- O terceiro perigo é que estar ocupado demais pode encobrir a podridão de nossa alma.

 O compasso agitado da vida pode nos tornar física e espiritualmente doentes.

Provavelmente isso não é surpresa para você. O que talvez não reconheçamos é que nossas agendas amalucadas muitas vezes são sinal de que um mal já se instalou.

Precisamos nos perguntar: O que está acontecendo dentro de minha alma para passar  todo ano, ocupado que nem louco e isso  ser a minha principal característica?

A presença de ocupação extrema em nossa vida pode estar apontando para problemas mais profundos — insidiosa tendência de agradar sobretudo às pessoas, ambição implacável, um sentimento de mal-estar, de falta de significado.

“Ocupação em demasia serve como uma espécie de segurança existencial, um muro contra o vazio”, diz  Tim Kreider em seu artigo, A armadilha do ocupado.

O maior perigo com estar ocupado que nem louco é que podem existir perigos que você nunca teve tempo de considerar.

“Super ocupado” não significa que você seja um cristão fiel ou frutífero. Só quer dizer que você está ocupado, como todo mundo. E, como todo mundo, a sua alegria, o seu coração, a sua alma estão em perigo.

Precisamos da Palavra de Deus para nos libertar. Precisamos de sabedoria bíblica para nos endireitar. ~

Conclusão:

É Promessa de Deus mudar nossa realidade  fracassada, derrotada e cansada para uma vida vitoriosa e prospera mas precisamos estar comprometidos com Ele e a sua Obra.

Sofonias diz: “Certamente vos darei honra e louvor entre todos os povos da terra quando eu restaurar a vossa sorte diante dos vossos próprios olhos diz o Senhor”.

 Mas como ele poderá restaurar sua sorte se você estiver Super ocupado e não pode sequer estar na presença dele confiando.

Gostou? deixe seu comentário ou compartilhe.

Quer Aprender a pregar como Jesus Pregava?  

pastorsilvano

Bacharel em Teologia, pós-graduando em Docência do Ensino Superior. Membro da Comissão de Ética da Convenção das Igrejas o Brasil Para Cristo -MG. Fundador e Coordenador do Seminário Setevit ( Seminário Teológico). Editor do Escola para Pregadores. Pastor Atuante em Santa Cruz de Minas e Tiradentes - MG

Website: http://www.escolaparapregadores.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *